Estamos no seu:
Lembrar Apelido TVid

Tudo sobre a fusão ESPN / FOX Sports

  • Tópico criado por: lucasherrera
  • Primeira
  • 62
  • Página de 63
  • aapc01

    Tudo sobre a fusão ESPN / FOX Sports

    Operadora
    Postado em: 24/12/2020 às 14:16
    Autor: aapc01 Offline

    Em 24/12/2020, RockyRFN escreveu:

    Em 23/12/2020, Fabviv escreveu:

    Em 18/12/2020, RockyRFN escreveu:

    Li em algum lugar que questões políticas realmente geraram demissões no Grupo Disney.

    É aquela história: cada um pode ter sua posição política. Mas não pode "tratar mal" ou "desrespeitar" quem pensa diferente....Coisa que nomes como Flávio Gomes e Rodrigo Mattar adoravam fazer (pelo menos em rede social).

    Dessa leva, no caso de esquerda radical, acho que só foi poupado o Mauro Cézar Pereira.


    Leu aonde? Mostra as fontes, pois li em nenhum lugar o que escreveu, fico no aguardo dos sites que tu leu, senão é só mais um fake news e espero que tu não seja essas pessoas que inventa coisas, só pq não gosta de uma pessoa.



    Amigo, consulto sites como Flávio Ricco, Papo de Bola, Máquina do Esporte, Esporte e Mídia. Foi em algum desses espaços. Era uma nota super curta, dizendo algo na linha "comenta-se nos bastidores que polêmicas em redes sociais e fatores políticos também teriam a ver com as demissões".

    Lógico: ninguém do próprio grupo Disney vai dizer que a pessoa está sendo demitida por ser petista ou bolsonarista. Você jamais vai encontrar uma notícia: "Fox Sports admite que demite por questões políticas". Eles apenas estão "enxugando as despesas" e se livrando de casos de profissionais que sejam mais "problemáticos" ou "encrenqueiros", por assim dizer.

    Me parece que o grupo apenas entende que você não pode, na sua rede social, tratar mal quem pensa diferente. Ao xingar, bloquear, desrespeitar outra pessoa, você pode acabar afastando ela do canal, na linha "esse cara não me trata bem, não vou assistir mais a emissora em que ele trabalha".

    Que isso acontecia com alguns dos demitidos (notadamente Flávio Gomes, super agressivo com quem é de direita, por exemplo) é fato. E não tem nada a ver com não gostar da pessoa: para mim, o Flávio sempre foi um ótimo comentarista de automobilismo, bem como o Rodrigo Mattar, etc. Mas eles acabam se "quebrando" por questões como essas. Nada de Fake News, é só somar 1 + 1 que vai dar 2.


    exatamente isso Rocky

    aliás, para quem não sabe, a Disney, nitidamente de perfil progressista, principalmente nos EUA, não admite embate político que afete sua audiência ou prejudique anunciantes, principalmente com agressividade

    não é censura, mas quando um comentarista parece um torcedor irritado por que um penalti marcado contra deveria ser a favor, aí eles perdem a paciência mesmo.

    o debate político acabou há mais de uma década. hoje é torcida e se não fica bem um narrador/comentarista falar do time do coração, imagina na política

    isso ficou bem claro no seu comentário. mandaram embora pessoas incapazes de dialogar e convencer, mandaram embora pessoas briguentas e totalmente sem razão ou polidez. fizeram muito bem

  • Avatar

    Tudo sobre a fusão ESPN / FOX Sports

    Operadora
    Postado em: 24/12/2020 às 18:10
    Autor: JoaoMB Offline

    Em 24/12/2020, aapc01 escreveu:

    Em 24/12/2020, RockyRFN escreveu:

    Em 23/12/2020, Fabviv escreveu:

    Em 18/12/2020, RockyRFN escreveu:

    Li em algum lugar que questões políticas realmente geraram demissões no Grupo Disney.

    É aquela história: cada um pode ter sua posição política. Mas não pode "tratar mal" ou "desrespeitar" quem pensa diferente....Coisa que nomes como Flávio Gomes e Rodrigo Mattar adoravam fazer (pelo menos em rede social).

    Dessa leva, no caso de esquerda radical, acho que só foi poupado o Mauro Cézar Pereira.


    Leu aonde? Mostra as fontes, pois li em nenhum lugar o que escreveu, fico no aguardo dos sites que tu leu, senão é só mais um fake news e espero que tu não seja essas pessoas que inventa coisas, só pq não gosta de uma pessoa.



    Amigo, consulto sites como Flávio Ricco, Papo de Bola, Máquina do Esporte, Esporte e Mídia. Foi em algum desses espaços. Era uma nota super curta, dizendo algo na linha "comenta-se nos bastidores que polêmicas em redes sociais e fatores políticos também teriam a ver com as demissões".

    Lógico: ninguém do próprio grupo Disney vai dizer que a pessoa está sendo demitida por ser petista ou bolsonarista. Você jamais vai encontrar uma notícia: "Fox Sports admite que demite por questões políticas". Eles apenas estão "enxugando as despesas" e se livrando de casos de profissionais que sejam mais "problemáticos" ou "encrenqueiros", por assim dizer.

    Me parece que o grupo apenas entende que você não pode, na sua rede social, tratar mal quem pensa diferente. Ao xingar, bloquear, desrespeitar outra pessoa, você pode acabar afastando ela do canal, na linha "esse cara não me trata bem, não vou assistir mais a emissora em que ele trabalha".

    Que isso acontecia com alguns dos demitidos (notadamente Flávio Gomes, super agressivo com quem é de direita, por exemplo) é fato. E não tem nada a ver com não gostar da pessoa: para mim, o Flávio sempre foi um ótimo comentarista de automobilismo, bem como o Rodrigo Mattar, etc. Mas eles acabam se "quebrando" por questões como essas. Nada de Fake News, é só somar 1 + 1 que vai dar 2.


    exatamente isso Rocky

    aliás, para quem não sabe, a Disney, nitidamente de perfil progressista, principalmente nos EUA, não admite embate político que afete sua audiência ou prejudique anunciantes, principalmente com agressividade

    não é censura, mas quando um comentarista parece um torcedor irritado por que um penalti marcado contra deveria ser a favor, aí eles perdem a paciência mesmo.

    o debate político acabou há mais de uma década. hoje é torcida e se não fica bem um narrador/comentarista falar do time do coração, imagina na política

    isso ficou bem claro no seu comentário. mandaram embora pessoas incapazes de dialogar e convencer, mandaram embora pessoas briguentas e totalmente sem razão ou polidez. fizeram muito bem


    E é super normal as grandes empresas hoje observarem o "comportamento" de seus funcionários fora do trabalho.

  • aapc01

    Tudo sobre a fusão ESPN / FOX Sports

    Operadora
    Postado em: 24/12/2020 às 18:40
    Autor: aapc01 Offline

    Em 24/12/2020, JoaoMB escreveu:

    Em 24/12/2020, aapc01 escreveu:

    Em 24/12/2020, RockyRFN escreveu:

    Em 23/12/2020, Fabviv escreveu:

    Em 18/12/2020, RockyRFN escreveu:

    Li em algum lugar que questões políticas realmente geraram demissões no Grupo Disney.

    É aquela história: cada um pode ter sua posição política. Mas não pode "tratar mal" ou "desrespeitar" quem pensa diferente....Coisa que nomes como Flávio Gomes e Rodrigo Mattar adoravam fazer (pelo menos em rede social).

    Dessa leva, no caso de esquerda radical, acho que só foi poupado o Mauro Cézar Pereira.


    Leu aonde? Mostra as fontes, pois li em nenhum lugar o que escreveu, fico no aguardo dos sites que tu leu, senão é só mais um fake news e espero que tu não seja essas pessoas que inventa coisas, só pq não gosta de uma pessoa.



    Amigo, consulto sites como Flávio Ricco, Papo de Bola, Máquina do Esporte, Esporte e Mídia. Foi em algum desses espaços. Era uma nota super curta, dizendo algo na linha "comenta-se nos bastidores que polêmicas em redes sociais e fatores políticos também teriam a ver com as demissões".

    Lógico: ninguém do próprio grupo Disney vai dizer que a pessoa está sendo demitida por ser petista ou bolsonarista. Você jamais vai encontrar uma notícia: "Fox Sports admite que demite por questões políticas". Eles apenas estão "enxugando as despesas" e se livrando de casos de profissionais que sejam mais "problemáticos" ou "encrenqueiros", por assim dizer.

    Me parece que o grupo apenas entende que você não pode, na sua rede social, tratar mal quem pensa diferente. Ao xingar, bloquear, desrespeitar outra pessoa, você pode acabar afastando ela do canal, na linha "esse cara não me trata bem, não vou assistir mais a emissora em que ele trabalha".

    Que isso acontecia com alguns dos demitidos (notadamente Flávio Gomes, super agressivo com quem é de direita, por exemplo) é fato. E não tem nada a ver com não gostar da pessoa: para mim, o Flávio sempre foi um ótimo comentarista de automobilismo, bem como o Rodrigo Mattar, etc. Mas eles acabam se "quebrando" por questões como essas. Nada de Fake News, é só somar 1 + 1 que vai dar 2.


    exatamente isso Rocky

    aliás, para quem não sabe, a Disney, nitidamente de perfil progressista, principalmente nos EUA, não admite embate político que afete sua audiência ou prejudique anunciantes, principalmente com agressividade

    não é censura, mas quando um comentarista parece um torcedor irritado por que um penalti marcado contra deveria ser a favor, aí eles perdem a paciência mesmo.

    o debate político acabou há mais de uma década. hoje é torcida e se não fica bem um narrador/comentarista falar do time do coração, imagina na política

    isso ficou bem claro no seu comentário. mandaram embora pessoas incapazes de dialogar e convencer, mandaram embora pessoas briguentas e totalmente sem razão ou polidez. fizeram muito bem


    E é super normal as grandes empresas hoje observarem o "comportamento" de seus funcionários fora do trabalho.


    exatamente, isso já ocorre há vários anos.

  • Avatar

    Tudo sobre a fusão ESPN / FOX Sports

    Operadora
    Postado em: 26/12/2020 às 20:14
    Autor: r2reis Offline

    Sindicato de Jornalistas diz que Disney descumpre acordo e quer garantias de empregos no Fox Sports
    Vários profissionais tem sido demitidos após a fusão entre os canais esportivos

    POR LANCE
    Rio - O Sindicato dos jornalistas Profissionais do Rio de Janeiro (SJPMRJ) se posicionou sobre a série de demissões promovidas pela Disney nos canais Fox Sports. Em carta divulgada pelo portal Uol, a entidade afirma que a magnata do entretenimento descumpre o acordo feito com o CADE (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) de que a grade e os empregos fossem mantidos até 2022.
    - Pelo acordo do CADE, a Disney deverá manter a Fox Sports no ar até janeiro de 2022. Isso poderia supor a manutenção dos empregos por, pelo menos, durante todo o ano de 2021. Infelizmente, o que se ouve na rádio corredor é que em janeiro haverá a dispensa de toda a equipe.
    PUBLICIDADE

    Confira o comunicado na integra:

    Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Município do Rio de Janeiro (SJPMRJ) vê com extrema preocupação o processo cada vez mais incerto e obscuro da fusão da Disney (canais ESPN) com a Fox Brasil. Mais de seis meses depois da aprovação pelo CADE (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) a desinformação, a incerteza sobre o futuro e um festival de boatos cercam os 300 trabalhadores da Fox no Rio, dentre eles 60 jornalistas.

    Apesar dos reiterados pedidos, a direção da Fox simplesmente tem ignorado as solicitações do SJPMRJ por uma reunião para esclarecer qual o futuro dos profissionais de imprensa. O canal passa por um processo de esvaziamento, com seis programas encerrados e várias demissões. Contratos com pessoas jurídicas, os chamados Talentos (apresentadores, comentaristas) estão sendo renegociados ou encerrados, mas a equipe de jornalistas funcionários contratados pelo canal não recebe qualquer informação oficial.

    Pelo acordo do CADE, a Disney deverá manter a Fox Sports no ar até janeiro de 2022. Isso poderia supor a manutenção dos empregos por, pelo menos, durante todo o ano de 2021. Infelizmente, o que se ouve na rádio corredor é que em janeiro haverá a dispensa de toda a equipe. Demissão em massa em plena pandemia, numa empresa que não tem problemas econômicos e num mercado de trabalho cada vez mais restrito!

    Medida totalmente absurda e que, na interpretação do Sindicato, burla o acordo com o CADE. Para construir uma proposta que assegure a participação dos trabalhadores no debate sobre o futuro da Fox Sports, o SJPMRJ realizou uma reunião virtual com os jornalistas e buscará ampliar esse debate com os demais sindicatos, de maneira a garantir que o acordo assinado com o CADE seja respeitado, em defesa dos empregos e dos direitos trabalhistas.

    Diretoria do SJPMRJ, 21 de dezembro de 2020"

    Clique aqui

  • aapc01

    Tudo sobre a fusão ESPN / FOX Sports

    Operadora
    Postado em: 26/12/2020 às 20:30
    Autor: aapc01 Offline

    Em 26/12/2020, r2reis escreveu:

    Sindicato de Jornalistas diz que Disney descumpre acordo e quer garantias de empregos no Fox Sports
    Vários profissionais tem sido demitidos após a fusão entre os canais esportivos

    POR LANCE
    Rio - O Sindicato dos jornalistas Profissionais do Rio de Janeiro (SJPMRJ) se posicionou sobre a série de demissões promovidas pela Disney nos canais Fox Sports. Em carta divulgada pelo portal Uol, a entidade afirma que a magnata do entretenimento descumpre o acordo feito com o CADE (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) de que a grade e os empregos fossem mantidos até 2022.
    - Pelo acordo do CADE, a Disney deverá manter a Fox Sports no ar até janeiro de 2022. Isso poderia supor a manutenção dos empregos por, pelo menos, durante todo o ano de 2021. Infelizmente, o que se ouve na rádio corredor é que em janeiro haverá a dispensa de toda a equipe.
    PUBLICIDADE

    Confira o comunicado na integra:

    Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Município do Rio de Janeiro (SJPMRJ) vê com extrema preocupação o processo cada vez mais incerto e obscuro da fusão da Disney (canais ESPN) com a Fox Brasil. Mais de seis meses depois da aprovação pelo CADE (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) a desinformação, a incerteza sobre o futuro e um festival de boatos cercam os 300 trabalhadores da Fox no Rio, dentre eles 60 jornalistas.

    Apesar dos reiterados pedidos, a direção da Fox simplesmente tem ignorado as solicitações do SJPMRJ por uma reunião para esclarecer qual o futuro dos profissionais de imprensa. O canal passa por um processo de esvaziamento, com seis programas encerrados e várias demissões. Contratos com pessoas jurídicas, os chamados Talentos (apresentadores, comentaristas) estão sendo renegociados ou encerrados, mas a equipe de jornalistas funcionários contratados pelo canal não recebe qualquer informação oficial.

    Pelo acordo do CADE, a Disney deverá manter a Fox Sports no ar até janeiro de 2022. Isso poderia supor a manutenção dos empregos por, pelo menos, durante todo o ano de 2021. Infelizmente, o que se ouve na rádio corredor é que em janeiro haverá a dispensa de toda a equipe. Demissão em massa em plena pandemia, numa empresa que não tem problemas econômicos e num mercado de trabalho cada vez mais restrito!

    Medida totalmente absurda e que, na interpretação do Sindicato, burla o acordo com o CADE. Para construir uma proposta que assegure a participação dos trabalhadores no debate sobre o futuro da Fox Sports, o SJPMRJ realizou uma reunião virtual com os jornalistas e buscará ampliar esse debate com os demais sindicatos, de maneira a garantir que o acordo assinado com o CADE seja respeitado, em defesa dos empregos e dos direitos trabalhistas.

    Diretoria do SJPMRJ, 21 de dezembro de 2020"

    Clique aqui


    como que a disney não está cumprindo o acordo quando o próprio texto diz que a manutenção do canal "supõe" manter empregos

    ou está no acordo a manutenção dos empregos ou não!

    aliás, se não está no acordo o problema é o CADE e não a disney, já que tem que partir do órgão regulador todas as exigências.

    ou o texto está mal feito ou o acordo, já que se houvesse exigências para manutenção de empregos a disney com certeza cumpriria.

    manter o canal no ar não precisa, necessariamente, de toda a equipe, isso é óbvio.

    acordo assinado deve ser cumprido. aliás, o CADE não pode exigir isso, não está em sua competência.

  • Avatar

    Tudo sobre a fusão ESPN / FOX Sports

    Operadora
    Postado em: 27/12/2020 às 13:36
    Autor: acarvalho Offline

    Em 24/12/2020, aapc01 escreveu:

    Em 24/12/2020, RockyRFN escreveu:

    Em 23/12/2020, Fabviv escreveu:

    Em 18/12/2020, RockyRFN escreveu:

    Li em algum lugar que questões políticas realmente geraram demissões no Grupo Disney.

    É aquela história: cada um pode ter sua posição política. Mas não pode "tratar mal" ou "desrespeitar" quem pensa diferente....Coisa que nomes como Flávio Gomes e Rodrigo Mattar adoravam fazer (pelo menos em rede social).

    Dessa leva, no caso de esquerda radical, acho que só foi poupado o Mauro Cézar Pereira.


    Leu aonde? Mostra as fontes, pois li em nenhum lugar o que escreveu, fico no aguardo dos sites que tu leu, senão é só mais um fake news e espero que tu não seja essas pessoas que inventa coisas, só pq não gosta de uma pessoa.



    Amigo, consulto sites como Flávio Ricco, Papo de Bola, Máquina do Esporte, Esporte e Mídia. Foi em algum desses espaços. Era uma nota super curta, dizendo algo na linha "comenta-se nos bastidores que polêmicas em redes sociais e fatores políticos também teriam a ver com as demissões".

    Lógico: ninguém do próprio grupo Disney vai dizer que a pessoa está sendo demitida por ser petista ou bolsonarista. Você jamais vai encontrar uma notícia: "Fox Sports admite que demite por questões políticas". Eles apenas estão "enxugando as despesas" e se livrando de casos de profissionais que sejam mais "problemáticos" ou "encrenqueiros", por assim dizer.

    Me parece que o grupo apenas entende que você não pode, na sua rede social, tratar mal quem pensa diferente. Ao xingar, bloquear, desrespeitar outra pessoa, você pode acabar afastando ela do canal, na linha "esse cara não me trata bem, não vou assistir mais a emissora em que ele trabalha".

    Que isso acontecia com alguns dos demitidos (notadamente Flávio Gomes, super agressivo com quem é de direita, por exemplo) é fato. E não tem nada a ver com não gostar da pessoa: para mim, o Flávio sempre foi um ótimo comentarista de automobilismo, bem como o Rodrigo Mattar, etc. Mas eles acabam se "quebrando" por questões como essas. Nada de Fake News, é só somar 1 + 1 que vai dar 2.


    exatamente isso Rocky

    aliás, para quem não sabe, a Disney, nitidamente de perfil progressista, principalmente nos EUA, não admite embate político que afete sua audiência ou prejudique anunciantes, principalmente com agressividade

    não é censura, mas quando um comentarista parece um torcedor irritado por que um penalti marcado contra deveria ser a favor, aí eles perdem a paciência mesmo.

    o debate político acabou há mais de uma década. hoje é torcida e se não fica bem um narrador/comentarista falar do time do coração, imagina na política

    isso ficou bem claro no seu comentário. mandaram embora pessoas incapazes de dialogar e convencer, mandaram embora pessoas briguentas e totalmente sem razão ou polidez. fizeram muito bem


    Perfeito em tudo o que foi dito.

  • Avatar

    Tudo sobre a fusão ESPN / FOX Sports

    Operadora
    Postado em: 27/12/2020 às 13:43
    Autor: acarvalho Offline

    Em 26/12/2020, r2reis escreveu:

    Sindicato de Jornalistas diz que Disney descumpre acordo e quer garantias de empregos no Fox Sports
    Vários profissionais tem sido demitidos após a fusão entre os canais esportivos

    POR LANCE
    Rio - O Sindicato dos jornalistas Profissionais do Rio de Janeiro (SJPMRJ) se posicionou sobre a série de demissões promovidas pela Disney nos canais Fox Sports. Em carta divulgada pelo portal Uol, a entidade afirma que a magnata do entretenimento descumpre o acordo feito com o CADE (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) de que a grade e os empregos fossem mantidos até 2022.
    - Pelo acordo do CADE, a Disney deverá manter a Fox Sports no ar até janeiro de 2022. Isso poderia supor a manutenção dos empregos por, pelo menos, durante todo o ano de 2021. Infelizmente, o que se ouve na rádio corredor é que em janeiro haverá a dispensa de toda a equipe.
    PUBLICIDADE

    Confira o comunicado na integra:

    Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Município do Rio de Janeiro (SJPMRJ) vê com extrema preocupação o processo cada vez mais incerto e obscuro da fusão da Disney (canais ESPN) com a Fox Brasil. Mais de seis meses depois da aprovação pelo CADE (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) a desinformação, a incerteza sobre o futuro e um festival de boatos cercam os 300 trabalhadores da Fox no Rio, dentre eles 60 jornalistas.

    Apesar dos reiterados pedidos, a direção da Fox simplesmente tem ignorado as solicitações do SJPMRJ por uma reunião para esclarecer qual o futuro dos profissionais de imprensa. O canal passa por um processo de esvaziamento, com seis programas encerrados e várias demissões. Contratos com pessoas jurídicas, os chamados Talentos (apresentadores, comentaristas) estão sendo renegociados ou encerrados, mas a equipe de jornalistas funcionários contratados pelo canal não recebe qualquer informação oficial.

    Pelo acordo do CADE, a Disney deverá manter a Fox Sports no ar até janeiro de 2022. Isso poderia supor a manutenção dos empregos por, pelo menos, durante todo o ano de 2021. Infelizmente, o que se ouve na rádio corredor é que em janeiro haverá a dispensa de toda a equipe. Demissão em massa em plena pandemia, numa empresa que não tem problemas econômicos e num mercado de trabalho cada vez mais restrito!

    Medida totalmente absurda e que, na interpretação do Sindicato, burla o acordo com o CADE. Para construir uma proposta que assegure a participação dos trabalhadores no debate sobre o futuro da Fox Sports, o SJPMRJ realizou uma reunião virtual com os jornalistas e buscará ampliar esse debate com os demais sindicatos, de maneira a garantir que o acordo assinado com o CADE seja respeitado, em defesa dos empregos e dos direitos trabalhistas.

    Diretoria do SJPMRJ, 21 de dezembro de 2020"

    Clique aqui



    É uma fusão como qualquer outra que acontece no mundo todo, não vejo nada demais, alias, creio que como foi dito "radio corredor" não passa de boato, bons funcionários permanecem e outros por vários motivos acabam saindo. Seja por questão de contrato, financeiro ou interesse das partes envolvidas.

  • aapc01

    Tudo sobre a fusão ESPN / FOX Sports

    Operadora
    Postado em: 27/12/2020 às 13:57
    Autor: aapc01 Offline

    Em 27/12/2020, acarvalho escreveu:

    Em 26/12/2020, r2reis escreveu:

    Sindicato de Jornalistas diz que Disney descumpre acordo e quer garantias de empregos no Fox Sports
    Vários profissionais tem sido demitidos após a fusão entre os canais esportivos

    POR LANCE
    Rio - O Sindicato dos jornalistas Profissionais do Rio de Janeiro (SJPMRJ) se posicionou sobre a série de demissões promovidas pela Disney nos canais Fox Sports. Em carta divulgada pelo portal Uol, a entidade afirma que a magnata do entretenimento descumpre o acordo feito com o CADE (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) de que a grade e os empregos fossem mantidos até 2022.
    - Pelo acordo do CADE, a Disney deverá manter a Fox Sports no ar até janeiro de 2022. Isso poderia supor a manutenção dos empregos por, pelo menos, durante todo o ano de 2021. Infelizmente, o que se ouve na rádio corredor é que em janeiro haverá a dispensa de toda a equipe.
    PUBLICIDADE

    Confira o comunicado na integra:

    Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Município do Rio de Janeiro (SJPMRJ) vê com extrema preocupação o processo cada vez mais incerto e obscuro da fusão da Disney (canais ESPN) com a Fox Brasil. Mais de seis meses depois da aprovação pelo CADE (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) a desinformação, a incerteza sobre o futuro e um festival de boatos cercam os 300 trabalhadores da Fox no Rio, dentre eles 60 jornalistas.

    Apesar dos reiterados pedidos, a direção da Fox simplesmente tem ignorado as solicitações do SJPMRJ por uma reunião para esclarecer qual o futuro dos profissionais de imprensa. O canal passa por um processo de esvaziamento, com seis programas encerrados e várias demissões. Contratos com pessoas jurídicas, os chamados Talentos (apresentadores, comentaristas) estão sendo renegociados ou encerrados, mas a equipe de jornalistas funcionários contratados pelo canal não recebe qualquer informação oficial.

    Pelo acordo do CADE, a Disney deverá manter a Fox Sports no ar até janeiro de 2022. Isso poderia supor a manutenção dos empregos por, pelo menos, durante todo o ano de 2021. Infelizmente, o que se ouve na rádio corredor é que em janeiro haverá a dispensa de toda a equipe. Demissão em massa em plena pandemia, numa empresa que não tem problemas econômicos e num mercado de trabalho cada vez mais restrito!

    Medida totalmente absurda e que, na interpretação do Sindicato, burla o acordo com o CADE. Para construir uma proposta que assegure a participação dos trabalhadores no debate sobre o futuro da Fox Sports, o SJPMRJ realizou uma reunião virtual com os jornalistas e buscará ampliar esse debate com os demais sindicatos, de maneira a garantir que o acordo assinado com o CADE seja respeitado, em defesa dos empregos e dos direitos trabalhistas.

    Diretoria do SJPMRJ, 21 de dezembro de 2020"

    Clique aqui



    É uma fusão como qualquer outra que acontece no mundo todo, não vejo nada demais, alias, creio que como foi dito "radio corredor" não passa de boato, bons funcionários permanecem e outros por vários motivos acabam saindo. Seja por questão de contrato, financeiro ou interesse das partes envolvidas.



    exatamente.

    deixando claro que não somos a favor de perder emprego, ao contrário dos prefeitos/governadores que não estão se importando com isso nesse momento

    mas a empresa é particular, absolutamente não existe nenhuma obrigação em manter o quadro de funcionários até 2022, contratos finalizaram e não foram renovados, prova de que não é CLT e sim "pejotização" (palavra horrível) onde quiseram não pagar impostos como todos os seres normais e ainda querem parecer como paladinos da justiça da marvel, eheh...

    e falando em contratos, como eu disse antes, a receita federal está indo atrás de todas as empresas (agora é hora das empresas de comunicação) que fizeram contratos com PJ de seus "funcionários" para não pagar impostos altos, ato que os contratados foram cúmplices já que também pagam bem menos do que nós, pobres mortais.

    o escândalo por parte dos sindicatos é mais para constar do que para defender, já que participaram dessa situação não exigindo que os contratados o fossem pela CLT, então agora vem como defensores dos "direitos"?

    eu acho tão estranho que "jornalistas" falem "contratados" e citam CLT como se fosse a mesma coisa. aliás, muitos deles também estão sob contrato através da própria empresa.

    em 2022 a empresa antigamente chamada Fox Sports será encerrada permanecendo, talvez, somente os 2 canais. infelizmente para os empregados com cargos menos expressivos que não são "jornalistas".

  • amghiphop

    Tudo sobre a fusão ESPN / FOX Sports

    Operadora
    Postado em: 10/01/2021 às 13:48
    Autor: amghiphop Offline

    Até semana passada os jogos do espanhol estavam passando todos fora do fox Premium, daí fui olhar hoje voltaram de novo os jogos do espanhol no Premium alguém sabe pq?

  • bruno.novais

    Tudo sobre a fusão ESPN / FOX Sports

    Operadora
    Postado em: 11/01/2021 às 15:02
    Autor: bruno.novais Offline

    Disney encerra programas do Fox Sports. Canal ficará exclusivo para eventos

    Veja mais em https://www.uol.com.br/esporte/ultimas-noticias/2021/01/11/disney-encerra-programas-do-fox-sports-canal-ficara-exclusivo-para-eventos.htm?cmpid=copiaecola

  • aapc01

    Tudo sobre a fusão ESPN / FOX Sports

    Operadora
    Postado em: 11/01/2021 às 15:09
    Autor: aapc01 Offline

    Em 11/01/2021, bruno.novais escreveu:

    Disney encerra programas do Fox Sports. Canal ficará exclusivo para eventos

    Veja mais em https://www.uol.com.br/esporte/ultimas-noticias/2021/01/11/disney-encerra-programas-do-fox-sports-canal-ficara-exclusivo-para-eventos.htm?cmpid=copiaecola


    parte do texto para entenderem por que a venda dos canais FS não aconteceu. não adianta culpar a disney, a culpa é exclusiva da fox que não soube administrar e não soube sair do enrosco. essa posição é anterior a crise de anunciantes. altos custos de eventos e salários bem maiores... lógico que iriam reclamar...

    "Redução de custos A decisão de acabar com os programas na Fox visa principalmente reduzir os custos operacionais trazidas com as mudanças. A Disney trabalha para diminuir o prejuízo na operação do Fox Sports, que há muitos anos é deficitária pelo alto investimento na aquisição de direitos esportivos que não obtiveram retorno financeiro. Tão logo assumiu o controle do Fox Sports, a Disney identificou uma dívida superior a R$ 120 milhões nas contas da emissora. A equipe de profissionais do jornalismo do Fox Sports também contava com remuneração até três vezes superior às dos nomes da ESPN, fator que também foi determinante para a reestruturação e o processo de sinergia do grupo.... - Veja mais em https://www.uol.com.br/esporte/ultimas-noticias/2021/01/11/disney-encerra-programas-do-fox-sports-canal-ficara-exclusivo-para-eventos.htm?cmpid=copiaecola&cmpid=copiaecola"

  • Avatar

    Tudo sobre a fusão ESPN / FOX Sports

    Operadora
    Postado em: 11/01/2021 às 19:08
    Autor: r2reis Offline

    A Disney deve conseguir alguma coisa com o repasse da sede da FOX no Rio.

  • Avatar

    Tudo sobre a fusão ESPN / FOX Sports

    Operadora
    Postado em: 13/01/2021 às 01:34
    Autor: pedro.pavl Offline

    ESPN 4 e 5 (vulgo Foxsports) agora só terá transmissões de jogos ao vivo e reprises, enfim, novamente só temos SPORTV x ESPN na briga dos canais esportivos

  • Filipe_Matias

    Tudo sobre a fusão ESPN / FOX Sports

    Operadora
    Postado em: 13/01/2021 às 10:22
    Autor: Filipe_Matias Offline

    Em 11/01/2021, aapc01 escreveu:

    Em 11/01/2021, bruno.novais escreveu:

    Disney encerra programas do Fox Sports. Canal ficará exclusivo para eventos

    Veja mais em https://www.uol.com.br/esporte/ultimas-noticias/2021/01/11/disney-encerra-programas-do-fox-sports-canal-ficara-exclusivo-para-eventos.htm?cmpid=copiaecola


    parte do texto para entenderem por que a venda dos canais FS não aconteceu. não adianta culpar a disney, a culpa é exclusiva da fox que não soube administrar e não soube sair do enrosco. essa posição é anterior a crise de anunciantes. altos custos de eventos e salários bem maiores... lógico que iriam reclamar...

    "Redução de custos A decisão de acabar com os programas na Fox visa principalmente reduzir os custos operacionais trazidas com as mudanças. A Disney trabalha para diminuir o prejuízo na operação do Fox Sports, que há muitos anos é deficitária pelo alto investimento na aquisição de direitos esportivos que não obtiveram retorno financeiro. Tão logo assumiu o controle do Fox Sports, a Disney identificou uma dívida superior a R$ 120 milhões nas contas da emissora. A equipe de profissionais do jornalismo do Fox Sports também contava com remuneração até três vezes superior às dos nomes da ESPN, fator que também foi determinante para a reestruturação e o processo de sinergia do grupo.... - Veja mais em https://www.uol.com.br/esporte/ultimas-noticias/2021/01/11/disney-encerra-programas-do-fox-sports-canal-ficara-exclusivo-para-eventos.htm?cmpid=copiaecola&cmpid=copiaecola"


    Acho que algo que precisa ser entendido é modelo de negócio. O da Disney sempre foi o de ter custo moderados, não gastar demais seja com estúdio, profissionais e até eventos. Eles preferem focar em alguns do que gastar demais com muitos.

    Só ver que a Disney nunca contratou grandes nomes. Em alguns de seus programas teve nomes como Arregui e Maurício Souza... totalmente desconhecidos e com opiniões sem relevância. Esse é o modelo que a Disney emprega no Brasil.

    Única contratação relevante que ela fez nos últimos anos foi o Guilherme Giovannoni para comentar basquete. Os demais profissionais meio que estão em suas primeiras chances ou são um Vitor Birner da vida...

    Fora estúdio que ela usa um para 90% dos programas. O único que não vai ao ar no mesmo local é o ESPN League, todos os demais são em apenas um estúdio.

    Já a FOX mudava os programas de estúdio todo ano, além de ter contratados n nomes relevantes como Téo José, Prietto, Abel, Mauro Naves, entre outros.

    A gestão financeira de cada grupo não é um problema do espectador, mas para mim é muito mais atrativo ver na tv uma gestão agressiva da FOX do que a gestão medrosa e mesquinha da Disney.

  • Avatar

    Tudo sobre a fusão ESPN / FOX Sports

    Operadora
    Postado em: 13/01/2021 às 11:37
    Autor: Midoriya Offline

    Em 11/01/2021, aapc01 escreveu:

    Em 11/01/2021, bruno.novais escreveu:

    Disney encerra programas do Fox Sports. Canal ficará exclusivo para eventos

    Veja mais em https://www.uol.com.br/esporte/ultimas-noticias/2021/01/11/disney-encerra-programas-do-fox-sports-canal-ficara-exclusivo-para-eventos.htm?cmpid=copiaecola


    parte do texto para entenderem por que a venda dos canais FS não aconteceu. não adianta culpar a disney, a culpa é exclusiva da fox que não soube administrar e não soube sair do enrosco. essa posição é anterior a crise de anunciantes. altos custos de eventos e salários bem maiores... lógico que iriam reclamar...

    "Redução de custos A decisão de acabar com os programas na Fox visa principalmente reduzir os custos operacionais trazidas com as mudanças. A Disney trabalha para diminuir o prejuízo na operação do Fox Sports, que há muitos anos é deficitária pelo alto investimento na aquisição de direitos esportivos que não obtiveram retorno financeiro. Tão logo assumiu o controle do Fox Sports, a Disney identificou uma dívida superior a R$ 120 milhões nas contas da emissora. A equipe de profissionais do jornalismo do Fox Sports também contava com remuneração até três vezes superior às dos nomes da ESPN, fator que também foi determinante para a reestruturação e o processo de sinergia do grupo.... - Veja mais em https://www.uol.com.br/esporte/ultimas-noticias/2021/01/11/disney-encerra-programas-do-fox-sports-canal-ficara-exclusivo-para-eventos.htm?cmpid=copiaecola&cmpid=copiaecola"


    Só lembro quando a Fox começou e levou o Rodrigo Bueno da ESPN aumentando muito o salário dele e depois quando o PVC tbm seguiu o mesmo caminho por um salário bem maior.
    Acho legal a Disney pensar em investir mais em eventos ao vivo do que nesses programas chatos e repetitivos

  • Avatar

    Tudo sobre a fusão ESPN / FOX Sports

    Operadora
    Postado em: 13/01/2021 às 13:13
    Autor: JoaoMB Offline

    Em 13/01/2021, Filipe_Matias escreveu:

    Em 11/01/2021, aapc01 escreveu:

    Em 11/01/2021, bruno.novais escreveu:

    Disney encerra programas do Fox Sports. Canal ficará exclusivo para eventos

    Veja mais em https://www.uol.com.br/esporte/ultimas-noticias/2021/01/11/disney-encerra-programas-do-fox-sports-canal-ficara-exclusivo-para-eventos.htm?cmpid=copiaecola


    parte do texto para entenderem por que a venda dos canais FS não aconteceu. não adianta culpar a disney, a culpa é exclusiva da fox que não soube administrar e não soube sair do enrosco. essa posição é anterior a crise de anunciantes. altos custos de eventos e salários bem maiores... lógico que iriam reclamar...

    "Redução de custos A decisão de acabar com os programas na Fox visa principalmente reduzir os custos operacionais trazidas com as mudanças. A Disney trabalha para diminuir o prejuízo na operação do Fox Sports, que há muitos anos é deficitária pelo alto investimento na aquisição de direitos esportivos que não obtiveram retorno financeiro. Tão logo assumiu o controle do Fox Sports, a Disney identificou uma dívida superior a R$ 120 milhões nas contas da emissora. A equipe de profissionais do jornalismo do Fox Sports também contava com remuneração até três vezes superior às dos nomes da ESPN, fator que também foi determinante para a reestruturação e o processo de sinergia do grupo.... - Veja mais em https://www.uol.com.br/esporte/ultimas-noticias/2021/01/11/disney-encerra-programas-do-fox-sports-canal-ficara-exclusivo-para-eventos.htm?cmpid=copiaecola&cmpid=copiaecola"


    Acho que algo que precisa ser entendido é modelo de negócio. O da Disney sempre foi o de ter custo moderados, não gastar demais seja com estúdio, profissionais e até eventos. Eles preferem focar em alguns do que gastar demais com muitos.

    Só ver que a Disney nunca contratou grandes nomes. Em alguns de seus programas teve nomes como Arregui e Maurício Souza... totalmente desconhecidos e com opiniões sem relevância. Esse é o modelo que a Disney emprega no Brasil.

    Única contratação relevante que ela fez nos últimos anos foi o Guilherme Giovannoni para comentar basquete. Os demais profissionais meio que estão em suas primeiras chances ou são um Vitor Birner da vida...

    Fora estúdio que ela usa um para 90% dos programas. O único que não vai ao ar no mesmo local é o ESPN League, todos os demais são em apenas um estúdio.

    Já a FOX mudava os programas de estúdio todo ano, além de ter contratados n nomes relevantes como Téo José, Prietto, Abel, Mauro Naves, entre outros.

    A gestão financeira de cada grupo não é um problema do espectador, mas para mim é muito mais atrativo ver na tv uma gestão agressiva da FOX do que a gestão medrosa e mesquinha da Disney.


    Em função desse "freio de mão puxado" da Disney, que não creio que eles vão conseguir tirar a Champions da Warner Media (Turner), que é bem mais agressiva e ligada nas oportunidades. Vejam que com a desistência do DAZN em relação ao campeonato italiano, todo mundo foi lá e pegou um pedaço, Turner, Sportv e até o pobre Bandsports. Já a Disney nem se mexeu. E ainda conseguiu perder a concorrência do campeonato alemão para o até então "inexistente" Onefootbal.

  • aapc01

    Tudo sobre a fusão ESPN / FOX Sports

    Operadora
    Postado em: 13/01/2021 às 14:14
    Autor: aapc01 Offline

    só pensando em uma coisa... imagino o que uma pessoa faz quando gasta 20 mil bolsos na reforma da casa. corta supérfluos, reduz despesas, não compra mais a cerveja mais cara comprando a menos ruim, não compra roupas por X meses e por aí vai...

    e quando uma empresa paga mais de 60 BILHÕES DE DÓLARES para comprar um gigante da mídia como a Fox

    exigir que compre loucamente eventos caríssimos, com preços inflados, principalmente por conta de uma empresa incompetente como a turner, é não ter paciência com a realidade.

    eu não acredito que ela, disney, não queira, ela não pode, como todo bom administrador tem que ser.

    para a torcida basta que as demais empresas aproveitem o vácuo dela e comprem TODOS os eventos, já que sem uma grande concorrência os preços abaixam, certo? errado, tem uma turner que inflaciona o mercado.

    só um detalhe, a turner comprou um monte, passa tudo "de graça" na tnt ou tem que pagar para assistir alguns jogos pelo EI?

    ah, não vale dizer que "eu não pago por que ganhei da vivo"... na verdade você paga mensalmente no pós pago para a vivo que repassa para a turner.

    só lembro que futebol é negócio, não é mais jogo das multidões e muito menos de graça ou, na melhor das hipóteses, barato.

    a única que pode demonstrar que não tem caixa para gastar é a disney, mas e as outras? já compraram tudo?

    vamos ver quando renovarem o inglês, se os valores serão ao menos mais acessíveis, caso contrário... quem pode comprar hoje?

    abs

  • Filipe_Matias

    Tudo sobre a fusão ESPN / FOX Sports

    Operadora
    Postado em: 14/01/2021 às 07:20
    Autor: Filipe_Matias Offline

    Em 13/01/2021, Midoriya escreveu:

    Em 11/01/2021, aapc01 escreveu:

    Em 11/01/2021, bruno.novais escreveu:

    Disney encerra programas do Fox Sports. Canal ficará exclusivo para eventos

    Veja mais em https://www.uol.com.br/esporte/ultimas-noticias/2021/01/11/disney-encerra-programas-do-fox-sports-canal-ficara-exclusivo-para-eventos.htm?cmpid=copiaecola


    parte do texto para entenderem por que a venda dos canais FS não aconteceu. não adianta culpar a disney, a culpa é exclusiva da fox que não soube administrar e não soube sair do enrosco. essa posição é anterior a crise de anunciantes. altos custos de eventos e salários bem maiores... lógico que iriam reclamar...

    "Redução de custos A decisão de acabar com os programas na Fox visa principalmente reduzir os custos operacionais trazidas com as mudanças. A Disney trabalha para diminuir o prejuízo na operação do Fox Sports, que há muitos anos é deficitária pelo alto investimento na aquisição de direitos esportivos que não obtiveram retorno financeiro. Tão logo assumiu o controle do Fox Sports, a Disney identificou uma dívida superior a R$ 120 milhões nas contas da emissora. A equipe de profissionais do jornalismo do Fox Sports também contava com remuneração até três vezes superior às dos nomes da ESPN, fator que também foi determinante para a reestruturação e o processo de sinergia do grupo.... - Veja mais em https://www.uol.com.br/esporte/ultimas-noticias/2021/01/11/disney-encerra-programas-do-fox-sports-canal-ficara-exclusivo-para-eventos.htm?cmpid=copiaecola&cmpid=copiaecola"


    Só lembro quando a Fox começou e levou o Rodrigo Bueno da ESPN aumentando muito o salário dele e depois quando o PVC tbm seguiu o mesmo caminho por um salário bem maior.
    Acho legal a Disney pensar em investir mais em eventos ao vivo do que nesses programas chatos e repetitivos


    Mas a disney não investe muito em eventos ao vivo, não atoa ela perdeu a Champions, Bundesliga, Serie A....

    O modelo da Disney é um orçamento x para ter somente específicas competições. Assim ela fez para permanecer com a Premier League e esse ano com a LaLiga.

    Fora essas duas ligas a Disney tem nada (FUTEBOL). Estou muito curioso para a próxima licitação da Libertadores no Brasil como a Disney irá se comportar, no resto da América Latina a Libertadores precisa ser deles por ser o carro chefe hoje do canal. Vai sobrar grana para o BR?

  • Filipe_Matias

    Tudo sobre a fusão ESPN / FOX Sports

    Operadora
    Postado em: 14/01/2021 às 08:04
    Autor: Filipe_Matias Offline

    Em 13/01/2021, aapc01 escreveu:

    só pensando em uma coisa... imagino o que uma pessoa faz quando gasta 20 mil bolsos na reforma da casa. corta supérfluos, reduz despesas, não compra mais a cerveja mais cara comprando a menos ruim, não compra roupas por X meses e por aí vai...

    e quando uma empresa paga mais de 60 BILHÕES DE DÓLARES para comprar um gigante da mídia como a Fox

    exigir que compre loucamente eventos caríssimos, com preços inflados, principalmente por conta de uma empresa incompetente como a turner, é não ter paciência com a realidade.

    eu não acredito que ela, disney, não queira, ela não pode, como todo bom administrador tem que ser.

    para a torcida basta que as demais empresas aproveitem o vácuo dela e comprem TODOS os eventos, já que sem uma grande concorrência os preços abaixam, certo? errado, tem uma turner que inflaciona o mercado.

    só um detalhe, a turner comprou um monte, passa tudo "de graça" na tnt ou tem que pagar para assistir alguns jogos pelo EI?

    ah, não vale dizer que "eu não pago por que ganhei da vivo"... na verdade você paga mensalmente no pós pago para a vivo que repassa para a turner.

    só lembro que futebol é negócio, não é mais jogo das multidões e muito menos de graça ou, na melhor das hipóteses, barato.

    a única que pode demonstrar que não tem caixa para gastar é a disney, mas e as outras? já compraram tudo?

    vamos ver quando renovarem o inglês, se os valores serão ao menos mais acessíveis, caso contrário... quem pode comprar hoje?

    abs


    Isso que vc fala no início é vdd. Disney poderia estar cortando por conta do alto gasto na aquisição da FOX... mas... se lembrarmos a Disney perdeu a Champions no Brasil em 2016 e o mesmo ocorreu com a bindesliga passando para a FOX. Não conseguiu ganhar a licitação da Libertadores e nem transmitiu a Copa do Mundo de 2018, fora as n demissões ou perda de profissionais que ganhavam bem na emissora. Ou seja, faz tempo que eles tão poupando viu...

  • aapc01

    Tudo sobre a fusão ESPN / FOX Sports

    Operadora
    Postado em: 14/01/2021 às 14:34
    Autor: aapc01 Offline

    Em 14/01/2021, Filipe_Matias escreveu:

    Em 13/01/2021, aapc01 escreveu:

    só pensando em uma coisa... imagino o que uma pessoa faz quando gasta 20 mil bolsos na reforma da casa. corta supérfluos, reduz despesas, não compra mais a cerveja mais cara comprando a menos ruim, não compra roupas por X meses e por aí vai...

    e quando uma empresa paga mais de 60 BILHÕES DE DÓLARES para comprar um gigante da mídia como a Fox

    exigir que compre loucamente eventos caríssimos, com preços inflados, principalmente por conta de uma empresa incompetente como a turner, é não ter paciência com a realidade.

    eu não acredito que ela, disney, não queira, ela não pode, como todo bom administrador tem que ser.

    para a torcida basta que as demais empresas aproveitem o vácuo dela e comprem TODOS os eventos, já que sem uma grande concorrência os preços abaixam, certo? errado, tem uma turner que inflaciona o mercado.

    só um detalhe, a turner comprou um monte, passa tudo "de graça" na tnt ou tem que pagar para assistir alguns jogos pelo EI?

    ah, não vale dizer que "eu não pago por que ganhei da vivo"... na verdade você paga mensalmente no pós pago para a vivo que repassa para a turner.

    só lembro que futebol é negócio, não é mais jogo das multidões e muito menos de graça ou, na melhor das hipóteses, barato.

    a única que pode demonstrar que não tem caixa para gastar é a disney, mas e as outras? já compraram tudo?

    vamos ver quando renovarem o inglês, se os valores serão ao menos mais acessíveis, caso contrário... quem pode comprar hoje?

    abs


    Isso que vc fala no início é vdd. Disney poderia estar cortando por conta do alto gasto na aquisição da FOX... mas... se lembrarmos a Disney perdeu a Champions no Brasil em 2016 e o mesmo ocorreu com a bindesliga passando para a FOX. Não conseguiu ganhar a licitação da Libertadores e nem transmitiu a Copa do Mundo de 2018, fora as n demissões ou perda de profissionais que ganhavam bem na emissora. Ou seja, faz tempo que eles tão poupando viu...



    ola

    só lembro que a compra da fox, e o valor que citei, começou a 5 anos atrás praticamente.

    todo e qualquer investimento em eventos dependem dos recursos da matriz que fechou a torneira por volta de 2017, já que tinha que poupar para poder pagar a fox

    é só esse detalhe que não pode passar desapercebido

    ah, lembro também que todo o tempo que você citou é a fase dos preços exorbitantes, quebra de anunciantes por aqui, queda de assinantes na tv paga, enfim.

    a fox também está quebrada a anos, tudo por conta disso que falei acima. isso também estava no radar quando da compra da fox mundial. o preço não foi abatido por conta das incompetências administrativas que regia a fox brasileira

    abs

  • Primeira
  • 62
  • Página de 63
As publicações desta página são unicamente de responsabilidade de seus autores, de acordo com os Termos de Uso da TV Magazine.

Busca no Fórum

Agenda de Canais

  • Atualize-nos: informe a TV Magazine sobre sinais abertos, alterações de canais e line-ups na sua cidade, seja TV aberta ou paga.

Fale Conosco

Dúvidas, ideias, sugestões, elogios ou críticas?
Queremos ouvir você!

© 2021 - TV Magazine, todos os direitos reservados. Programação da TV fornecida por Revista Eletrônica.
Proibida a cópia parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização expressa.