Estamos no seu:
Lembrar Apelido TVid

Novidades no streaming

  • Tópico criado por: josecr
  • Páginas:
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • Avatar

    Novidades no streaming

    Operadora
    Postado em: 25/09/2020 às 09:37
    Autor: josecr Offline

    Jornal do Brasil
    TOM LEÃO, nacovadoleao.blogspot.com.br
    +A -A Imprimir
    Não sou muito fã de prequels, nem de remakes ou reboots. Ou de sequências desnecessárias. É preciso ter um algo mais para fazer esse tipo de coisa funcionar. Felizmente, é o que acontece com Cobra Kai, série lançada pelo YouTube (para sua versão paga, YouTube Premium), que, depois de duas temporadas, foi comprada para uma terceira pelo Netflix.

    Do que se trata? É uma continuação de Karatê Kid, filme teen dos 80s, que misturava romance e artes marciais, e transformou o ator Ralph Macchio (Daniel-san) e seu mestre, o oriental Senhor Myiagi (Pat Morita, já falecido) em ícones pop. Por conta do sucesso do primeiro, o filme teve duas sequências. E, nos anos 90, voltou com uma mulher (a então desconhecida Hillary Swank). Mais recentemente, foi tentado um remake atualizado, com um dos filhos de Will Smith, Jaden, que foi apenas ok.

    Cobra Kai, a série, se passa 30 anos depois dos fatos mostrados no primeiro filme, quando Daniel LaRusso derrotou Johnny Lawrence (William Zabka) num campeonato de karatê. Neste corte de tempo, vemos que ambos (feitos pelos mesmos atores originais!) continuaram residindo na região de Tarzana e Encino, nos arredores de Los Angeles. Só que Daniel virou um próspero negociante de carros de luxo, enquanto que Johnny vive de fazer bicos e mora num motel vagabundo, tendo se tornado uma pessoa solitária e amargurada.



    Contudo, por conta de fatos apresentados no excelente episódio piloto, Johnny resolve abrir um dojo, e o batiza de Cobra Kai, seu codinome no filme. E seu primeiro aluno/pupilo é um rapaz latino que vive sendo perseguido pelos valentões da escola local. Aí entra na roda algo que os americanos adoram: o comeback, a redenção, a volta por cima. Por isso foi acertado jogar o foco em cima do perdedor. A vida dele é mais interessante do que a do agora rico e estabelecido Daniel, o ex-karatê kid.

    Assim, com personagens bem escritos e sem apelar apenas para a nostalgia, Cobra Kai dá o seu recado. E convence. Ralph Macchio, um dos produtores, foi muito bem-sucedido nesta empreitada. É mais ou menos assim que se deve fazer um reboot. Com originalidade.



    R.U.G.I.D.O.S

    *Estreou esta semana a websérie musical "Crush!, exclusivamente no YouTube. Idealizada por Mariana Azambuja, com direção musical de Lulu Joppert e direção de Rogério Garcia e Yuri Farage, a primeira temporada terá seis episódios com duração média de 20 minutos cada. Ela se passa dentro de um ambiente escolar, e aborda temas como relacionamento, amor, amizade, nudes, preconceito, ciúmes, preconceito, gordofobia, solidariedade, música, app de mensagens, bullying. Enfim, tudo que movimenta o universo teen.

    *O Amazon Studios e a Blumhouse Television se uniram para produzir uma série de quatro thrillers. Todos os filmes estarão disponíveis em outubro no Amazon Prime Video. Os filmes são: Black box, The lie, Evil eye e Nocturne. Blumhouse é a produtora de Jason Blum, especializada em filmes de terror de baixo orçamento.

    *A 25ª edição do É Tudo Verdade exibe, de 23 de setembro a 4 de outubro, um total de 60 longas, médias e curtas-metragens em competição e hors-concours, de forma gratuita, em plataformas de streaming. No total, a 25ª edição do É Tudo Verdade apresenta em sua seleção 91 títulos não-ficcionais. Em sua fase inicial, realizada entre 25 de março e 15 de abril passado, o festival apresentou 30 títulos, entre filmes e séries. Os Filmes em competição são exibidos na plataforma do festival (www.etudoverdade.com.br)


  • Avatar

    Novidades no streaming

    Operadora
    Postado em: 25/09/2020 às 10:07
    Autor: MarceloMarinho Offline

    Já foi mencionado aqui antes.

    Falta um serviço que disponibilize os programas da Discovery e da History.

    A Disney +, felizmente, vai disponibilizar o conteúdo da National Geographiv

  • Avatar

    Novidades no streaming

    Operadora
    Postado em: 02/10/2020 às 08:53
    Autor: josecr Offline

    Acervo JB
    Tom LeãoCredit...Acervo JB
    Por TOM LEÃO
    Publicado 18, Sep, 2020,08:09

    O americano Ryan Murphy é um dos escritores, produtores, criadores e diretores de séries para a TV mais prolíficos e bem-sucedidos dos últimos tempos. Recentemente, Murphy criou para o Netflix, Hollywood, que, através de uma história fictícia (o que teria sido o primeiro grande filme americano estrelado por uma negra, nos anos 40), revela os podres de figuras que existiram, como Noel Coward, Cole Porter, Rocky Hudson e outros. A nova produção dele para Netflix, que estreia mundialmente hoje, se chama Ratched. A série, conta a história pregressa daquela enfermeira má do filme Um estranho no ninho, feita por sua atriz favorita, a ótima Sarah Paulson.

    Macaque in the trees
    RYAN MURPHY (Foto: Reprodução)
    Depois de ter co-criado a série teen Popular, começou a sua escalada solo com a série adulta Nip/tuck (Fox, 2003-10). Com esta, ganhou seus primeiros prêmios e firmou seu nome no mercado. Logo em seguida, estourou com a série teen musical Glee (2009-15), que foi uma verdadeira febre, tendo rendido trilhas-sonoras de sucesso e revelado astros pop.



    Então, em 2011 (junto com Brad Falchuk), deu um passo mais ousado: lançou a antologia de terror American Horror Story (ainda em produção; disponível no Amazon Prime), que criou um universo todo próprio e se passa numa mesma linha de tempo, a partir dos anos 1950, usando alguns personagens recorrentes.



    No meio de AHS, ele criou uma comédia de terror teen, Scream queens, que não deu tão certo: durou apenas duas temporadas.



    Mas logo viriam outras antologias: American crime story (que já relatou os casos de O.J. Simpson e do assassinato de Gianni Versace) e outra que, até agora, só teve uma temporada, Feud, para retratar grandes brigas históricas. A primeira, mostrando a lendária rivalidade entre Bette Davis e Joan Crawford. Todas, no FX.

    Também para o FX, fez Pose (inspirado no documentário Paris is burning), que retrata o submundo dos travestis, drags e mulheres trans, nos anos 80, em Nova York, que promoviam divertidas disputas visuais, em bailes animados, que acabaram resultando em toda uma subcultura e naquela dança tornada popular por Madonna, o vogue. A terceira temporada já foi confirmada.



    R.U.G.I.D.O.S

    *Um protesto pacífico, na Convenção Nacional do Partido Democrata de 1968, se transformou em um violento confronto com a polícia. Esta é a base de Os 7 de Chicago, filme baseado em fatos reais, com roteiro e direção do premiado Aaron Sorkin (de A rede social), que estreia em 16 de outubro, no Netflix.

    *Estreou esta semana, nas principais plataformas de streaming do país (OiPlay, Now, VivoPlay, Sky e Looke), o drama policial nacional Blitz.

    *O serviço internacional de streaming StarzPlay anunciou o lançamento de The Spanish Princess, Parte Dois, para o dia 11 de outubro. A série, que dá sequência a The White Queen, terá 8 episódios.

    *Operação obscura (Body cam), policial estrelado pela cantora de r&b Mary J. Blige, já está disponível para compra e aluguel no NET NOW, Claro, Sky, Apple TV, Google Play, Vivo, Oi, Xbox e PlayStation Store.



    *Apple vai lançar no Brasil dois planos básicos com vários serviços incluídos. Batizados de Apple One: o individual ($26,50/mês) e o família ($37,90/mês). Eles incluem AppleTV+, Apple Music, Apple Arcade (jogos) e 15g de iCloud (armazenamento em nuvem).





    RYAN MURPHY
    Tom Leão

  • Avatar

    Novidades no streaming

    Operadora
    Postado em: 09/10/2020 às 08:30
    Autor: josecr Offline

    ...Credit......
    Por TOM LEÃO, nacovadoleao.blogspot.com.br
    Publicado 09, Oct, 2020,08:10

    Um dos assuntos mais comentados nas últimas semanas foi o documentário O dilema das redes (The social dilemma, de Jeff Orlosvki), do Netflix, que mostra como os grandes grupos que dominam a internet (Facebook, Google, Amazon etc) controlam e direcionam o que você deve ou não ver e consumir, fazendo com que os usuários das redes sociais vivam dentro de uma verdadeira matrix, servindo apenas de robozinhos que irão proporcionar lucros para estas empresas. Ou, até mesmo, influenciando a cena política.

    Se o documentário nem sempre faz isso (denunciar, alertar) de forma satisfatória - as vezes parece falar de modo muito simplório sobre o assunto, sobretudo ao usar de atores representando situações, de forma caricata -, por outro lado, dá um toque importante sobre o assunto e os principais envolvidos nele (como criadores de apps e algoritmos que levaram a internet a seu estado atual) dão depoimentos francos - e até arrependidos - do que fizeram. É um bom complemento a Privacidade hackeada (The great hack), lançado no ano passado.

    Contudo, vale muito a pena ver, logo depois, a Rede de ódio (The hater, de Jan Komasa), que também está no catálogo Netflix. A produção polonesa foi lançada nos cinemas europeus em março. Mas logo saiu de cartaz (por conta da pandemia), indo direto para VOD na Europa. E Netflix comprou para distribuição internacional. Mostra Tomek, um jovem ambicioso que, para se dar bem na vida e no amor, usa das redes sociais para criar intrigas e influenciar na eleição de um político local. Então as coisas saem de controle e acabam em violência.

    Além de prender a nossa atenção em poucos minutos (a trama é muito bem encadeada), às vezes, Tomek nos lembra o amargurado Travis Bickle de Taxi Driver, que tenta se vingar do sistema se infiltrando nele. Mas neste caso as armas atuais são muito mais poderosas. E o filme nos dá um toque, de forma muito mais contundente do que O dilema das redes, de que não se deve confiar em perfis amigos, likes e determinados grupos em redes sociais.

    Caso tivesse sido lançado mundialmente nos cinemas, A rede do ódio teria feito muito sucesso. Não tenho dúvida. Não perca.

    R.U.G.I.D.O.S

    *Para surpresa geral, um novo filme com o jornalista Borat (personagem criado pelo comediante inglês Sacha Baron Cohen), filmado secretamente, será lançado globalmente, dia 23 de outubro, pelo Amazon Prime Video. O título é Borat subsequent movie film.

    *A série Glow não voltará com uma quarta temporada, como anunciado, devido aos efeitos da covid-19. A terceira, já lançada, é a última. Já Alan Arkin não voltará para a terceira e última temporada da premiada O Método Kominsky. O ator simplesmente anunciou que não estará mais na série, da qual é personagem importante, ao lado de Michael Douglas. Ambas são produções originais Netflix.

    *Starzplay, o serviço internacional de streaming premium da Starz, anunciou que o drama policial Gangs of London estreia no domingo, 15 de novembro, exclusivamente na Bélgica, França, Holanda e Espanha, assim como na América Latina e Japão. Gangs of London é uma produção Pulse Films em associação com a SISTER para Sky Studios.

    *O filme búlgaro O Pai (Bashtata), que deveria chegar aos cinemas de todo o Brasil no mês de março, poderá ser visto, a partir desta semana, nos serviços de streaming Now, VivoPlay , OiPlay, Looke e SkyPlay.

  • Avatar

    Novidades no streaming

    Operadora
    Postado em: 14/10/2020 às 17:25
    Autor: ricferol Offline

    até o final do mês, a netflix tem ainda muita coisa para estrear, ou de filmes que nunca estrearam nesse streaming, ou produções originais/quase originais;
    15-DISTANCIAMENTO SOCIAL. original. série. comédia. filmada durante o período do coronavirus.

    ONTEM HAVIA COISAS ESTRANHAS NO CÉU. brasil, filme. drama.demorou 9 anos para concluir a filmagem. é recente.autobiográfico do diretor.

    TUDO POR ROONA. original. india. documentário.sobre cirurgia em criança com hidrocefalia.

    16-ALGUÉM TEM QUE MORRER. original. espanha. minisserie. suspense. com carmen maura

    OS 7 DE CHICAGO.quase original. eua. drama. adquirido da paramount, seria exibido nessa crise nos cinemas. concorre a oscar.baseado em fatos reais.dir. aaron sorkin,. com sacha baron e jeremy strong.

    20-FLASH-6ª temporada.

    21. BRAVE BLUE WORLD. documentário. narrado por liam neeson, com matt damon. sobre a utilização de água no planeta.

    O PRÓXIMO CONVIDADO DISPENSA APRESENTAÇÕES. 3ª temporada. original talk show. apresentação: david letterman.

    REBECCA. original. refilmagem de um clássico de hitchcock. com kristin scott thomas.

    22. KADAVER. original. noruega. filme. terror.

    23. BÁRBAROS. original. alemanha. série. ação. periodo historico 9 d.c

    GAMBITO DA RAINHA. original. minisserie. pelo trailer, a protagonista trabalha muito bem.

    27-ARROW-8ª temporada.

    28. AMOR COM DATA MARCADA. original. filme. comédia.

    30. BRONX. quase original. frança. filme. policial. iria estrear nos cinemas. e com a pandemia, acabaram vendendo os direitos para a netflix.

    CAMPO GRANDE. brasil. filme. drama.fala sobre crianças abandonadas.

    SUBURRA.3ª temporada. original. italia. série. infelizmente, a ultima temporada de uma ótima serie.

    pela quantidade de estreias, e isso só no que tange às novidades, não às reciclagens, acho meio esquisito comparar netflix com globoplay, amazon, starzplay etc.

  • Avatar

    Novidades no streaming

    Operadora
    Postado em: 16/10/2020 às 09:05
    Autor: josecr Offline


    Tom Leão
    2020: o ano em que o cinema acabou
    A saudade de viajar numa sala escura (ainda que pela manhã) por duas horas

    ...
    ...Credit......
    Por TOM LEÃO
    Publicado 16, Oct, 2020,07:10

    Há sete meses, completados nesta semana, fui à minha última cabine (sessões de cinema com filmes exibidos exclusivamente para a imprensa). Nem foi grande coisa, Bloodshot, sci-fi de ação, estrelado por Vin Diesel. Mas ficou a saudade de viajar numa sala escura (ainda que pela manhã) por duas horas.

    Desde então, muitos filmes programados para 2020 foram, um a um, tendo suas datas de lançamento alteradas. Já era para termos visto a nova aventura da Mulher Maravilha, Wonder Woman 1984 (que já foi remarcada quatro vezes!) e curtido o último James Bond, Sem tempo para morrer, entre tantos outros. Como o ultimo do Christopher Nolan, Tenet. Este até já estreou em alguns países. Mas, devido a pandemia, está sendo lançado aos poucos.

    A próxima cabine teria sido para a sequência de Um lugar silencioso, que estrearia no final de março e, agora, está programada para abril próximo, mais de um ano depois. Pior foi The Batman, que pulou para março de 2022. Porque o ator principal, Robert Pattinson, pegou covid e as filmagens pararam. O filme solo da Viúva Negra, que até poucas semanas estava previsto para estrear em novembro, foi para maio de 21. Já The French Dispatch, de Wes Anderson, que pulou de julho para outubro, está sem data.

    Já um dos filmes mais esperados do ano, Duna, de Dennis Villeneuve, que ia estrear em 18 de dezembro, foi para outubro de 21. Basicamente, a maioria dos blockbusters foi empurrada para a partir de abril próximo. E muitos que estavam programados para 2021 estão indo para 22, pelo efeito cascata. Criou-se um abalo de grandes proporções nas datas de estreias e calendários dos grandes estúdios.

    Por conta disso, depois de jogar Mulan (que seria lançado nos cinemas em março último) diretamente no Disney+, seu serviço de streaming, a Disney anunciou esta semana que a nova animação da Pixar, Soul (que teria estreado em junho), também irá para a plataforma, em dezembro. Até lá, já teremos o serviço funcionado plenamente aqui. Enquanto isso, cinemas fecham pelo mundo afora, deixando um imenso vazio em todos nós.

    R.U.G.I.D.O.S

    *A Claro oficializou seu serviço de TV box. O Claro Box TV é um serviço de IPTV que traz no produto canais abertos, acesso ao Now (para compras) e Claro Vídeo, isso tudo por R$ 20 mensais no plano básico. Quem já assina algum serviço da companhia poderá ter adesão gratuita. Quem está chegando na operadora terá um custo de R$ 250. O aparelho, por outro lado, é fornecido em comodato, ou seja, fica com o usuário enquanto ele for assinante. É possível usar HBO GO, Telecine Play, Looke, Starzplay e outros, mas precisará fazer sua assinatura através do box. Já Netflix virá embarcado.

    *Starzplay anunciou que Seduced: Inside the NXIVM Cult, série documental original em quatro partes, estreia no canal Starz e na Starzplay no domingo, 18 de outubro, nos EUA, no Reino Unido e nos países de língua espanhola da América Latina, e no domingo, 15 de novembro, na França, na Alemanha, na Itália, na Espanha, no Brasil e no Japão. A série leva os espectadores a um relato profundamente íntimo e em primeira pessoa sobre o grupo de autoajuda que se tornou o destrutivo culto do sexo NXIVM.

    *O Amazon Prime Video divulgou teaser trailer da série Original Amazon espanhola El Cid. Estrelada por Jaime Lorente (La Casa de Papel, Todos Já Sabem), a série será lançada exclusivamente no Prime Video, ainda neste ano, em mais de 200 países e territórios.

    © 2020 Jornal do Brasil

  • Avatar

    Novidades no streaming

    Operadora
    Postado em: 23/10/2020 às 09:24
    Autor: josecr Offline

    Tom Leão
    Downton Abbey: novelão classe A
    O canal de filmes Telecine anda exibindo a versão para cinema da classuda série britânica Downton Abbey (2010-2015)....

    ...
    Tom Leão escreve às sextas-feiras no JBCredit......
    Por TOM LEÃO, nacovadoleao.blogspot.com.br
    Publicado 23, Oct, 2020,08:10

    O canal de filmes Telecine anda exibindo a versão para cinema da classuda série britânica Downton Abbey (2010-2015). A produção é o desfecho de cinco anos (e seis temporadas) de uma das mais cultuadas e premiadas séries de época inglesas, não produzidas pela BBC. A série da ITV foi exibida nos EUA pela PBS (a TV educativa deles), e fez tanto sucesso que, em seu primeiro ano, foi indicada a muitos prêmios (tendo ganhado dezenas deles). Entre os quais, os Golden Globes, onde venceu na categoria melhor minissérie, em 2012. Além disso, duas de suas principais atrizes, a veterana dama Maggie Smith, e a novata Joan Froggat, levaram em suas categorias, em 2013 e 2015.

    Com o tempo, Downton Abbey, a série, virou objeto de culto, tendo adeptos fervorosos pelo mundo afora. O que levou ao longa metragem, lançado em 2019, dois anos após o fim do programa, para dar aos fãs mais um gostinho. E arrematar algumas tramas que ficaram em aberto. No filme, a nobre família Crawley recebe ninguém menos do que o rei e a rainha da Inglaterra para um jantar informal.

    Macaque in the trees
    No filme, a nobre família Crawley recebe ninguém menos do que o rei e a rainha da Inglaterra, para um jantar (Foto: divulgação)
    Criada por Julian Fellowes (o roteirista de Gosford Park, de Robert Altman, que se passa em ambiente semelhante), a série começa no limiar do Século XX, quando o velho mundo está às portas da Primeira Guerra Mundial (1914-18). Com ela vêm as mudanças e, gradualmente, a família de nobres, que vivia no dolce far niente, tomando chá e caçando raposas, vê seu universo entrar em decadência. Ao longo de cinco temporadas, acompanhamos estas mudanças. Bem como a chegada da tecnologia (da luz elétrica ao rádio). É fascinante.

    Muito bem escrita e com atuações marcantes (Maggie Smith rouba cenas), Downton Abbey é um novelão classe A, com todos os dramas e reviravoltas que vemos em folhetins. Só que com sotaque inglês antiquado. E com uma qualidade acima da média. É impossível não amar certos tipos da família Crawley. Como o educado e íntegro Lord Grantham (Hugh Bonneville) e sua esnobe filha Lady Mary (Michelle Dockery). Além da tropa de criados.

    Após finada, a série ganhou uma exposição que está correndo o mundo, exibindo as magníficas roupas, móveis e elementos de cena. Quem sabe, um dia ela passa por aqui?

    Macaque in the trees
    O castelo de Downton Abbey. Com o tempo, a série virou objeto de culto, tendo adeptos fervorosos pelo mundo afora (Foto: divulgação)
    R.U.G.I.D.O.S

    *A plataforma de streaming gratuito Pluto TV, da Viacom, entrará no Brasil em dezembro, com 24 canais. Entre os quais, conteúdo da MTV, Nickelodeon, a saga Star Trek e filmes. O serviço estará disponível para celular, web e TV, via streaming.

    *Depois de estar no Amazon Prime Video, as sete temporadas de Mad Men estão agora disponíveis na plataforma. Vencedora de vários prêmios - entre eles, Globo de Ouro e Emmy - e aclamada pela crítica, a série mostra a era de ouro da publicidade, tendo como pano de fundo a cidade de Nova York dos anos 1960.

    *O Amazon Studios encomendou a série de terror Eu sei o que vocês fizeram no verão passado, da Sony Pictures Television. A série, que será exibida exclusivamente no Amazon Prime Video, é uma versão moderna do filme de terror de sucesso de 1997, com a mesma premissa. A data de lançamento ainda será anunciada.

    *Como parte da parceria entre Mercado Livre e HBO, os usuários da plataforma de e-commerce agora podem realizar a assinatura da plataforma de streaming HBO GO com desconto progressivo de até 45% por meio do programa de benefícios Mercado Pontos.

    *Documentário inédito de Silvio Tendler sobre os quadrinhos do lendário Carlos Zéfiro está em cartaz, este mês, no canal Curta! Consulte a programação.

  • Avatar

    Novidades no streaming

    Operadora
    Postado em: 28/10/2020 às 11:21
    Autor: josecr Offline

    https://news.google.com/topstories?tab=wn&hl=pt-BR&gl=BR&ceid=BR:pt-419

  • Avatar

    Novidades no streaming

    Operadora
    Postado em: 28/10/2020 às 18:01
    Autor: ricferol Offline

    A Netflix tem algumas estreias interessantes em novembro:
    1; NORMAN J. ISRAEL. drama com Denzel Washington, baseado em fatos reais.
    3. LAÇO MATERNO: original. japão. drama.
    4. AMOR E ANARQUIA. original. suecia. serie. parece adolescente.
    5. PARANORMAL.; original. egito. serie. suspense.
    10. UM LEÃO POR DIA. original. africa. documentario.
    11. QUANDO A VIDA ACONTECE. original. austria. drama.
    11. THE LIBERATOR. original. animação.
    13. OS FAVORITOS DE MIDAS. original. espanha. serie. suspense.
    13. ROSA E MOMO;original. italia. drama. com sophia loren.
    15; MARSHALL. IGUALDADE E JUSTIÇA. com chadwick boseman.
    15. THE CROWN. 4ª TEMPORADA. original. envolve o periodo de thatcher e princesa diana.
    24. ERA UMA VEZ UM SONHO. original. eua. dramna. com glenn close. um dos filmes com que a netflix quyr ganhar o oscar este ano.
    24. O CADERNO DE TOMY. original. argentina. drama. baseado em um best seller.
    27. VIRGIN RIVER. 2 ª temporada. original. boa serie romantica da netflix.

    estavam previstos alguns fillmes brsileiros, como divã, isolados, pequeno dicionario amoroso 2, o tempo e o vento, uma professora muito maluquinha, mas parece que não mais serão exibidos.

  • Avatar

    Novidades no streaming

    Operadora
    Postado em: 19 horas atrás
    Autor: josecr Offline


    Tom Leão
    Borat: a segunda vez é meio previsível
    Quatorze anos depois de Borat: o segundo melhor repórter do glorioso país Cazaquistão viaja à América...

    ...
    Tom Leão escreve às sextas-feiras no JBCredit......
    Por TOM LEÃO, nacovadoleao.blogspot.com.br
    Publicado 30, Oct, 2020,08:10

    Quatorze anos depois de Borat: o segundo melhor repórter do glorioso país Cazaquistão viaja à América ("Borat: cultural learnings of America for make benefit of glorious nation of Kazakhstan, 2006), uma das melhores comédias gonzo do cinema - feita em tom documental, como se fosse verdade -, chega a (in)esperada sequência Borat: subsequent movie film (título encurtado). Inesperada porque o filme foi todo rodado em segredo, sem que ninguém soubesse que ele estava sendo feito. E só anunciado semanas antes de ser lançado, pelo serviço de streaming Amazon.

    E foi feito em segredo porque, hoje em dia, quase todo mundo sabe/conhece quem é Borat (interpretado pelo humorista inglês Sacha Baron Cohen), criado para um dos segmentos do programa Da Ali G show (um fake rapper feito por Cohen), exibido no HBO. Justamente pelo sucesso alcançado pelo primeiro filme (dirigido por Larry Charles, produtor de "Seinfeld" e roteirista de "Curb your enthusiasm), que faturou mais de US$200 milhões para um filme que não custou nem US$20 milhões!

    Então, como enganar? Desta vez, Borat volta aos EUA com sua filha, Tutar (a búlgara Mariya Balakova, sensacional!) e se disfarça de americano, gordo (enchimento), de barba e roupas de rancheiro. Sua missão é entregar a filha para uma figura proeminente dos EUA, já que o sonho de princesa dela é ser Melania! Tenta primeiro invadindo um comício de Mike Pence (disfarçado de Trump!) e, depois, com o ex-prefeito de Nova York, Rudy Giuliani.

    Estas, e mais a cena na qual Tutar simula estar menstruando numa festa, são os raros momentos realmente constrangedores do filme. Já que, no restante, Borat e Tutar seguem um roteiro muito bem formatado (oito roteiristas!) e a maioria das pessoas com quem contracenam parece que foram ensaiadas. Não há o mal-estar do primeiro, quando Borat cometia as maiores gafes enquanto descobria a América.

    O filme é todo calculado, e feito para o momento político atual. E Borat chega ao cúmulo de se desculpar pelos vacilos do filme anterior. O que meio que destrói toda a má fama construída pelo personagem. Os tempos são outros. E Borat também mudou. Pena.

    R.U.G.I.D.O.S

    *O Grupo Bandeirantes está planejando lançar um canal 24 horas sobre gastronomia na TV paga. O Band Gourmet (provável nome) ainda está em fase de projeto, e se vingar estreia em 2021. Conversas com produtoras de conteúdo também já estariam sendo realizadas.

    *Com foco no público jovem, o canal Loading entra no ar a partir de dezembro com transmissão via streaming nas plataformas digitais, TV aberta e TV a cabo. O Loading terá programação com cultura pop, séries, games, e-sports, animes e todos os outros que envolvem o universo do entretenimento jovem.

    *Dias antes do lançamento do Disney+, no Brasil, os canais Fox, FX, Disney Channel, Disney XD, Disney Junior e National Geographic exibirão uma seleção de episódios das séries originais do Disney+: The Mandalorian, Star Wars: A Guerra dos Clones, High School Musical: A Série: O Musical, Diário de uma Futura Presidente e A História do Imagineering.

    *A plataforma de streaming gratuita Vix Cine e TV lançou a série original "La Treintena". É a primeira série espanhola a entrar no catálogo Vix. Produzida durante o lockdown da pandemia de covid-19 na Espanha, a série acompanha a vida de quatro amigas que vivem sob confinamento em Barcelona..

  • Páginas:
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
As publicações desta página são unicamente de responsabilidade de seus autores, de acordo com os Termos de Uso da TV Magazine.

Busca no Fórum

Agenda de Canais

  • Atualize-nos: informe a TV Magazine sobre sinais abertos, alterações de canais e line-ups na sua cidade, seja TV aberta ou paga.

Fale Conosco

Dúvidas, ideias, sugestões, elogios ou críticas?
Queremos ouvir você!

© 2020 - TV Magazine, todos os direitos reservados. Programação da TV fornecida por Revista Eletrônica.
Proibida a cópia parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização expressa.