Estamos no seu:
Lembrar Apelido TVid

Coronavírus (COVID-19) Tudo sobre a pandemia. Discuta aqui:

  • Tópico criado por: JoaoMB
  • Primeira
  • 27
  • Página de 28
  • aapc01

    Coronavírus (COVID-19) Tudo sobre a pandemia. Discuta aqui:

    Operadora
    Postado em: 13/01/2021 às 17:31
    Autor: aapc01 Offline

    o que mudou de 13 dias para cá?

    não podia juntar família em casa e agora tinham liberado torcedores e shows?

    quem sabe de pandemia e vacina me expliquem por favor!

    não, não precisam explicar... só queria entender! (essa é velha)

    Clique aqui

  • aapc01

    Coronavírus (COVID-19) Tudo sobre a pandemia. Discuta aqui:

    Operadora
    Postado em: 13/01/2021 às 18:06
    Autor: aapc01 Offline

    então todos os números apresentados são de profissionais da saúde? não teve idosos, jovens, adultos, abrangendo toda a população? pensei que era assim, pois as demais apresentaram esses números...

    lembram da tv manchete? o programa "Acredite, se quiser"... pois é. meu estado está muito bem servido.

    A farmacêutica Sinovac tentou justificar nesta quarta-feira, 13, a baixa taxa de eficácia da CoronaVac no Brasil dizendo que os testes foram realizados em profissionais de saúde, que enfrentam alto risco de contrair a covid-19.

    A declaração foi dada pelo presidente-executivo da Sinovac, Yin Weidong, em uma coletiva de imprensa em Pequim.

    Leia mais: "Os dilemas da vacina", na edição desta semana da Revista Oeste

    Na terça-feira 13, o governo do Estado de São Paulo anunciou que a eficácia do imunizante desenvolvido em parceria com o Instituto Butantan é de 50,38%, pouco superior ao mínimo recomendado pela Organização Mundial da Saúde e pela Anvisa.

    "Esses resultados clínicos de fase 3 são suficientes para provar que a segurança e a eficácia da CoronaVac são boas ao redor do mundo", disse Weidong.

    Testes conduzidos no Brasil, Indonésia e Turquia divulgaram quatro taxas de eficácia diferentes para a mesma vacina. Na sexta-feira 8, o Butantan encaminhou à Anvisa o pedido para uso emergencial do imunizante."

  • aapc01

    Coronavírus (COVID-19) Tudo sobre a pandemia. Discuta aqui:

    Operadora
    Postado em: 13/01/2021 às 18:17
    Autor: aapc01 Offline

    A Organização Mundial da Saúde (OMS) descartou ser possível atingir a imunidade de rebanho contra a covid-19 em 2021. O anúncio foi feito pela cientista-chefe da entidade, Soumya Swaminathan, que afirmou que ainda levará tempo para o mundo estar livre do novo coronavírus. Ela destacou que as campanhas de vacinação estão mais adiantadas do que a organização previa, mas que a imunidade geral ainda vai demorar.

    A estimativa é que pelo menos 60% da população mundial precise ser vacinada para que o conceito de imunidade de rebanho seja alcançado. Segundo a OMS, até o início desta semana, pouco mais de 28 milhões de pessoas já tinham sido vacinadas no mundo. Isso equivale a menos de 0,4% da população global, que é de 7 bilhões de pessoas. O país mais avançado na imunização é Israel, que já vacinou pouco mais de 21,72% da população, segundo dados de monitoramento da Universidade de Oxford, do Reino Unido.

  • Primeira
  • 27
  • Página de 28
As publicações desta página são unicamente de responsabilidade de seus autores, de acordo com os Termos de Uso da TV Magazine.

Busca no Fórum

Agenda de Canais

  • Atualize-nos: informe a TV Magazine sobre sinais abertos, alterações de canais e line-ups na sua cidade, seja TV aberta ou paga.

Fale Conosco

Dúvidas, ideias, sugestões, elogios ou críticas?
Queremos ouvir você!

© 2021 - TV Magazine, todos os direitos reservados. Programação da TV fornecida por Revista Eletrônica.
Proibida a cópia parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização expressa.