Estamos no seu:
Lembrar Apelido TVid
Ícone

"Profissão Repórter" retrata o trabalho infantil no nordeste

  • Postado em:

De acordo com a Organização das Nações Unidas mais de duas milhões de crianças, entre 10 e 15 anos, sofrem com a exploração do trabalho infantil no Brasil. Com base nesse dado, o 'Profissão Repórter' da próxima terça-feira, dia 11, após Gabriela, conta a realidade de diversos estados brasileiros, onde existe a exploração e conversa com profissionais especializados no assunto.

Em Maceió, na Lagoa de Mundaú, os repórteres Paula Akemi e Fernando David mostram como é a rotina das crianças e adolescentes que vivem da pesca do marisco sururu, de onde as famílias tiram a renda para o sustento. Por causa dessas tarefas, muitos largaram a escola para se dedicar ao trabalho. A reportagem do programa conversa com a professora Simone Santana, que mudou seu rumo e conseguiu estudar para conquistar um emprego.

Caco Barcellos segue para o Rio Grande do Norte para encontrar a fiscal do trabalho Marinalva Dantas, que fala sobre da atuação dos fiscais no combate a exploração das crianças. Em uma feira livre, a reportagem aponta como apesar de ser proibido o trabalho infantil ainda é aceito em cidades pequenas.

A repórter Eliane Scardovelli coloca em pauta a discussão de adolescentes, maiores de 14 anos, que trabalham com autorização da Justiça, fato que divide opiniões entre promotores e juízes. Para alguns, o trabalho ocupa o tempo livre e mantém os jovens longe do crime, mas segundo o Ministério Público do Trabalho o emprego nessa fase priva a criança de estudar e pode trazer prejuízos na sua vida futuramente.

Comente Esta Notícia

Registre-se ou faça login para comentar as notícias da TV Magazine.

Fale Conosco

Dúvidas, ideias, sugestões, elogios ou críticas?
Queremos ouvir você!

© 2014 - TV Magazine, todos os direitos reservados. Programação da TV fornecida por Revista Eletrônica.
Proibida a cópia parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização expressa.